Como limpar o nome de forma correta

Como limpar o nome de forma correta

Se você não sabe como limpar seu nome, veja nossas dicas:

Primeiro, faça contato com a empresa onde você possui dívida. Casa não saiba qual é a empresa ou onde ela está localizada, compareça com documento de identificação ao serviço de proteção mais próximo de sua casa.

Pagou a dívida. Se quitou o débito, cabe a empresa tomar as providências para o cancelamento do registro de débito. Caso não o faça, entre em contato com a empresa e solicite o cancelamento do registro.

Você poderá ainda, levar pessoalmente uma cópia da quitação do débito ao posto de atendimento do SCPC próximo, ou até mesmo, enviar pelo correio. Assim, o Serviço de Proteção ao Crédito informará a empresa sobre a apresentação do comprovante e solicitará as providências.

Estou com o nome incluído no serviço de proteção ao crédito, porém não reconheço o débito. O que devo fazer? Em primeiro lugar você deve entrar em contato diretamente com a empresa que está realizando a cobrança para entender e/ou regularizar o valor que está em aberto.

Falecimento

Devedor faleceu, como proceder? Entre em contato com a empresa onde o devedor falecido mantinha a dívida. Apresente a certidão de óbito para que a empresa proceda ao cancelamento ou se habilite no inventário. Se preferir, envie pelo correio ou leve pessoalmente um cópia da certidão de óbito. Endereço: Rua Boa Vista, 62, Centro – São Paulo, CEP 01014-911, para que o serviço de proteção ao crédito sinalize o fato à empresa, para que esta defina as providências a tomar.

Cheques

Cheques devolvidos. Como regularizá-los? Compareça à sua agência bancária e solicite orientações. O Cadastro de Cheques se Fundos é controlado pelos bancos e somente eles podem fazer as baixas, conforme os pagamentos são efetuados.

Tenho cheques devolvido e não sei quem são os credores. Você deverá comparecer a sua agência bancária e solicitar a microfilmagem dos cheques, a fim de localizar o nome e o endereço da empresa.

Esclarecimentos sobre os cheques

Antes de qualquer coisa, é preciso esclarecer que o cheque incluso no CCF precisa ter sido devolvido pela segunda vez. E ainda cabe ao banco sacado (onde o consumidor tem conta corrente), fazer a inclusão no CCF, que é mantido e administrado pelo Banco Central.

Portanto, quando a informação aparecer em consultas de créditos, ela aparecerá somente com a indicação do Banco sacado, mas não a empresa para quem foi dado o cheque.

Como resultado, é importante que correntista sempre anote no canhoto do cheque para qual empresa ou pessoa está passando o cheque. Desta forma, conseguirá identificá-lo se este for devolvido. Finalmente, este poderá ser pago e resgatado.

Entretanto, se ainda assim o correntista não se lembrar para quem deu o cheque, as dicas a seguir poderão ajudá-los.

Dicas

Procure o banco que fez a inclusão no CCF e peça o número, valor e data de emissão do cheque que foi devolvido. É possível pedir, também, a indicação da conta em que este cheque foi depositado, (microfilmagem).

Tendo os dados acima, o consumidor deve se dirigir ao credor a fim de regularizar o débito, exigindo de volta o cheque original. Com isso, a recuperação de crédito é o final deste ciclo junto ao lojista.

De posse do cheque, recolha no banco as taxas pela devolução e protocole uma cópia dos documentos entregues para regularização. Porém, pode acontecer de o credor não ter mais o cheque ou tiver inutilizado. Neste caso, o consumidor deve pedir orientações ao banco onde tem conta, sobre como proceder.

Por fim, o próprio banco se encarrega de enviar o pedido, com o cheque, pra liberação do CCF.

Peça protocolo (recibo de entrega) da carta ou formulário ao gerente do banco para quem entregar os documentos.

Maria do Carmo Galindo Luchetta
Advogada

Veja mais em nosso Blog.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.